Nacional - 14/11/2017 - 17:27:28

 

Autor da hashtag #CaetanoPedófilo é obrigado a tirá-la do ar por determinação de juíza carioca

Autor da hashtag #CaetanoPedófilo é obrigado a tirá-la do ar por determinação de juíza carioca

 

Da Redação com agências

Foto(s): Reprodução livro Cazuza de Lucinha Araujo e site de Thereza Eugênia

 

Caetano Veloso e Paula Lavigne em 1982 em show de Cazuza

Caetano Veloso e Paula Lavigne em 1982 em show de Cazuza


Caetano Veloso conseguiu mais uma vitória na justiça. A juíza Flavia Goncalves Moraes Alves, da 14ª Vara Cível da Capital, concedeu tutela antecipada e determinou que o réu apague as ofensas em 48 horas. Caso descumpra a decisão, Martins, que nas redes sociais assina Flavio Morgenstern, terá de pagar multa de R$ 300 por dia, até R$ 30 mil.


Leia Também...

Show de Caetano é embargado em São Bernardo - 30/10/2017 - 17:46:57

Caetano Veloso faz show em terreno invadido pelo MTST em São Bernardo - 30/10/2017 - 05:00:46

Caetano Veloso processa MBL e Alexandre Frota por ser chamado de pedófilo - 21/10/2017 - 17:48:06


Morgenstern criou e disseminou a hashtag #caetanopedofilo a partir de sua conta no Twitter.

A Justiça determinou que sejam retiradas as ofensas já postadas por ele, incluindo a hashtag.

Além disso ordenou que Morgenstern se abstenha de postar mais ofensas nas redes sociais.

"Analisando os elementos trazidos aos autos, bem como as mensagens e palavras descritas na documentação acostada na inicial, não resta dúvida acerca da natureza difamatória e ofensiva destas, podendo acarretar ao autor consequências irreparáveis no que tange a sua imagem e ao seu nome", destaca a juíza em sua decisão. Ela marcou uma audiência de mediação/conciliação entre as partes para o dia 24 de janeiro de 2018.

Paula Lavigne comentou a decisão: "As pessoas estão confundindo a liberdade de expressão com abuso. Ofender não é liberdade de expressão, e comparar uma coisa com a outra é tentar desvirtuar esse direito. Essa vai ser a medida para todos os que usarem dos meios de comunicação para ofender", disse à reportagem.

Há duas semanas, Caetano conseguiu duas liminares que obrigaram Alexandre Frota e os dirigentes do MBL, Kim Kataguiri, Renan dos Santos e Vinicius Aquino, a retirarem do Twitter e Facebook  posts ofensivos a ele.

* Com informações da Revista Fórum e do TJRJ

 



;

Links
Vídeo
Turismo SBC


Últimas Notícias




Gilmar Mendes prevê dificuldades com fake news nas eleições de 2018


Governo reduz horário de verão para 2018


Ronaldinho Gaúcho deverá ser candidato a senador por Minas Gerais no partido de Bolsonaro


Fotos que retratam o cotidiano da extinta União Soviética ganham mostra no Rio


Justiça marca para 20 de fevereiro interrogatório de Lula na Operação Zelotes


Agência norte-americana acaba com neutralidade de rede na internet do país