Economia - 31/07/2017 - 19:18:46

 

Dólar fecha julho perto de R$ 3,12 e atinge o menor valor desde maio

Dólar fecha julho perto de R$ 3,12 e atinge o menor valor desde maio

 

Da Redação com Abr

Foto(s): Divulgação / Arquivo

 

O dólar comercial encerrou esta segunda-feira (31) vendido a R$ 3,118, com baixa de 0,52%. A cotação está no menor valor desde 16 de maio (R$ 3,096), antes do agravamento da crise política

O dólar comercial encerrou esta segunda-feira (31) vendido a R$ 3,118, com baixa de 0,52%. A cotação está no menor valor desde 16 de maio (R$ 3,096), antes do agravamento da crise política


Em dia de tranquilidade no mercado financeiro, a moeda norte-americana fechou em baixa e encerrou julho com a maior queda em mais de um ano. O dólar comercial encerrou esta segunda-feira (31) vendido a R$ 3,118, com baixa de 0,52%. A cotação está no menor valor desde 16 de maio (R$ 3,096), antes do agravamento da crise política.

Com o desempenho de hoje, o dólar fechou julho com baixa de 5,87%, a maior desvalorização mensal desde junho do ano passado, quando tinha caído 11,05%. Em 2017, a divisa acumula retração de 4,06%.

O mês terminou com ganhos no mercado de ações. O índice Ibovespa, da Bolsa de Valores de São Paulo, encerrou o dia com alta de 0,65%, aos 65.920 pontos. Em julho, a bolsa subiu 4,8%, o melhor desempenho mensal desde janeiro (7,38%). O indicador acumula ganhos de 9,45% no ano.

A queda do dólar não se repetiu com o euro. A moeda continua valorizada e encerrou julho vendida a R$ 3,692. Em 17 de maio, antes do agravamento das incertezas políticas, a divisa estava sendo vendida a R$ 3,502.

 



;

Links
Vídeo


Últimas Notícias




MPF questiona programa Mais Médicos e manobra entre Dilma e governo cubano vêm à tona


Novo edital do Mais Médicos é publicado no Diário Oficial


OTrim está ativo no seu SSD do Windows 10?


Médicos formados no exterior tentam validar diploma no Brasil


Exposição em São Paulo reúne fotografias de cenas da região da Luz


Gleisi Hoffmann, em "ato falho", entrega quem é proprietário do sítio de Atibaia