Nacional - 20/04/2021 - 15:22:07

 

Estado de SP anuncia vacinação de pessoas com comorbidades e trabalhadores do transporte

Estado de SP anuncia vacinação de pessoas com comorbidades e trabalhadores do transporte

 

Da Redação com Poder 360

Foto(s): Divulgação / Arquivo

 

Calendário de vacinação no Estado de SP

Calendário de vacinação no Estado de SP


O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), anunciou nesta 3ª feira (20.abr.2021) que o calendário de vacinação do Estado será antecipado e vai incluir outros grupos prioritários na campanha a partir de maio. A vacinação dos trabalhadores dos setores metroviário e ferroviário começa no dia 11 de maio. Os motoristas e cobradores de ônibus municipais e intermunicipais serão o grupo seguinte, em 18 de maio.

Além disso, pessoas com síndrome de Down, transplantados e pacientes renais em terapia poderão ser imunizados a partir de 10 de maio. Segundo o Estado, a ordem de quais comorbidades são incluídas na vacinação segue o PNI (Plano Nacional de Imunização).

O Estado também vai antecipar a vacinação de pessoas com 64 anos, de 29 de abril para 23 de abril. A faixa etária de 63 anos começa a ser atendida em 29 de abril.

Na vacinação das pessoas com 63 anos de idade, eu estarei incluído. Estarei na fila e receberei a vacina do Butantan em 29 abril“, disse Doria.

Os trabalhadores do transporte do Estado de São Paulo se tornaram um grupo prioritário devido à exposição ao coronavírus. Nesta 3ª feira (20.abr.), estava marcada uma greve dos metroviários para que eles fossem incluídos no calendário de vacinação. Depois de uma reunião com representantes do Estado, a greve foi cancelada.

Serão 175 mil pessoas vacinadas no setor de transporte, incluindo trabalhadores do Metrô, da CPTM (Companhia Paulista de Trens Metropolitanos) e os motoristas e cobradores de ônibus.

As mulheres grávidas com fatores de risco, que foram incluídas no PNI pelo Ministério da Saúde, também estão autorizadas a se vacinar em São Paulo neste momento. “As mulheres grávidas devem levar uma declaração, um relatório médico, autorizando que essas mulheres recebam o imunizante”, disse Jean Gorinchteyn, secretário de Saúde do Estado.

Doria afirmou que a fase de restrição no Estado só irá se alterar quando os números da pandemia de covid-19 permitirem. De acordo com ele, o governo está aberto a dialogar com os setores da economia, mas um “novo normal” só virá com a vacinação. “Nós só estaremos em um novo normal quando tivermos mais de 75% da população vacinada“.

Associações e sindicatos varejistas assinam anúncio publicitário veiculado em jornais impressos nesta 3ª feira (20.abr.) em que pedem o funcionamento “pleno” do comércio. A peça diz que empresários não aceitarão novos fechamentos e afirma que o setor “paga a conta sozinho” pela crise do novo coronavírus no Brasil.

São Paulo vacinou, até as 13h30 desta 3ª feira, 9.595.215 de pessoas. Nesse grupo, 3.302.014 já foram completamente imunizados com a 1ª e a 2ª dose da vacina. O Estado também registra 2.769.360 casos confirmados de covid-19 e 89.650 mortes pela doença.

;

Links
Vídeo


Últimas Notícias




Covid: Médico pode ser processado se receitar tratamento ineficaz, alertam especialistas


Como 13 de maio e princesa Isabel perderam espaço com REDESCOBERTA da luta negra por abolição


São Bernardo inicia vacinação contra gripe em idosos acima de 60 anos e professores


Senador Flávio Bolsonaro chama Renan Calheiros de VAGABUNDO


Santo André retoma aulas presenciais na rede pública de ensino a partir de 24 de maio


CPI acusa Wajngarten de mentir e pede prisão em 7 horas de depoimento