Economia - 24/04/2021 - 16:09:59

 

Arrecadação federal tem alta de 18,49% e chega a R$ 137,9 bilhões em março

Arrecadação federal tem alta de 18,49% e chega a R$ 137,9 bilhões em março

 

Da Redação com Poder 360

Foto(s): Divulgação / Arquivo

 

A arrecadação de tributos federais é divulgada pela Receita Federal

A arrecadação de tributos federais é divulgada pela Receita Federal


A arrecadação de impostos e contribuições federais somou R$ 137,932 bilhões em março, alta real (descontada a inflação) de 18,49% em relação ao mesmo mês de 2020. Os dados foram divulgados nesta 3ª feira (20.abr.2021) pela Receita Federal. Eis a íntegra do relatório (932 KB) e da apresentação (848 KB).

Essa foi a maior quantia para o mês de março desde 1995.

Arrecadação

No 1º trimestre, a arrecadação chegou a R$ 450,328 bilhões bilhões, também o melhor resultado desde 1995.

O resultado recorde é registrado no pior mês da pandemia de covid-19 em número de mortes. Estados e municípios adotaram medidas de confinamento social, o que impactou a economia em 2020.

Os ganhos tributários administrados pela Receita Federal em março somaram R$ 107,39 bilhões, o que representa uma alta de 18,15% em relação ao mesmo mês de 2020. A arrecadação de impostos não administrados pelo Fisco atingiu R$ 2,33 bilhões –alta de 34,21%. Todas as comparações consideram a correção pela inflação.

Arrecadação

O ministro Paulo Guedes (Economia) comemorou o resultado. De acordo com Claudemir Malaquias, chefe do Centro de Estudos Tributários e Aduaneiros da Receita, o resultado de março ainda não contempla, de fato, o impacto da pandemia em março e as medidas de isolamento.

“Quando a gente informa a arrecadação e divulga de março, a gente está querendo dizer que, em março, a rede arrecadadora recolheu esse montante de tributo. Mas os fatos geradores do tributo, ou seja, os fatos que geraram a incidência do tributo ocorreram não no mês de março, mas no mês anterior. A maior parte dos tributos tem como prazo de vencimento o mês seguinte”, declarou.

O Fisco também contabilizou que os “recolhimentos atípicos” –aqueles que não estavam previstos– somaram R$ 4 bilhões no IRPJ (Imposto de Renda Pessoa Jurídica) e na CSLL (Contribuição Social Sobre Lucro Líquido).

De acordo com a Receita, a arrecadação do Imposto de Importação subiu 50,9% em março contra o mesmo mês de 2020 –de R$ 6,03 bilhões para R$ 9,1 bilhões. O resultado também foi impactado pela desvalorização do real

Assista a apresentação (1h36min) abaixo...

POR QUE ISSO IMPORTA

Porque é um sinal de que há um represamento enorme da economia, que mesmo num momento de grande adversidade parece querer reagir.

Março foi o pior mês da pandemia no Brasil, com o maior número de mortes. Muitos Estados adotaram regras rígidas de distanciamento, fechamento de negócios e limitação da circulação de pessoas. O novo auxílio emergencial não estava ainda sendo pago. A arrecadação de impostos ter sido positiva é uma excelente notícia.

CORREÇÃO: A Receita Federal errou duas vezes ao confirmar o início da série histórica. Disse, à princípio, que o resultado de março foi o melhor desde 2007. Posteriormente, que seria o melhor desde 2000. O informação correta é que foi a maior arrecadação desde 1995. O texto foi atualizado às 16h32. 


;

Links
Vídeo


Últimas Notícias




Covid: Médico pode ser processado se receitar tratamento ineficaz, alertam especialistas


Como 13 de maio e princesa Isabel perderam espaço com REDESCOBERTA da luta negra por abolição


São Bernardo inicia vacinação contra gripe em idosos acima de 60 anos e professores


Senador Flávio Bolsonaro chama Renan Calheiros de VAGABUNDO


Santo André retoma aulas presenciais na rede pública de ensino a partir de 24 de maio


CPI acusa Wajngarten de mentir e pede prisão em 7 horas de depoimento