Esporte - 17/05/2024 - 08:22:58

 

Brasil vai sediar Copa do Mundo Feminina de futebol em 2027

Brasil vai sediar Copa do Mundo Feminina de futebol em 2027

 

Da Redação com Abr

Foto(s): Reprodução Twitter

 

Eleição ocorreu na manhã desta sexta-feira, na Tailândia

Eleição ocorreu na manhã desta sexta-feira, na Tailândia


Após ser eleito país-sede pela Federação Internacional de Futebol (Fifa), o Brasil vai receber, em 2027, a Copa do Mundo Feminina. A eleição ocorreu nesta sexta-feira (17) durante o 74º Congresso da Fifa, em Bangcoc, na Tailândia.

A candidatura brasileira venceu a disputa com uma candidatura conjunta de Alemanha, Bélgica e Holanda. O Brasil, que já sediou duas edições da Copa do Mundo Masculina de futebol, contabilizou 119 votos, enquanto a candidatura europeia recebeu 78 votos.

A Copa do Mundo Feminina de futebol 2027 será a décima edição do torneio. Antes de chegar à Austrália e à Nova Zelândia, em 2023, a competição já havia sido sediada pela China, Suécia, pelos Estados Unidos, pela Alemanha, pelo Canadá e pela França.

A seleção espanhola é a atual campeã mundial, juntando-se aos Estados Unidos, à Alemanha, ao Japão e à Noruega como as seleções que ergueram o tão cobiçado troféu Fifa. Os Estados Unidos contabilizam o maior número de títulos (4), seguidos pela Alemanha, que foi campeã duas vezes.

Já a seleção brasileira é uma das equipes que participou, até o momento, de todas as edições da Copa do Mundo Feminina de futebol. Com a sede do torneio de 2027 definida, a décima participação brasileira fica garantida, como time da casa. A equipe brasileira já subiu ao pódio duas vezes, mas nunca ergueu a taça de campeã.

;

Links
Vídeo


Últimas Notícias




Escritora Eliane Marques aborda romance de estreia no Trilha de Letras


Paris 2024: Brasil conhece adversários do torneio feminino de vôlei


CCJ do Senado aprova projeto de lei que libera cassino e bingo no país


Dólar sobe para R$ 5,44 à espera de reunião do Copom


Copom mantém a taxa Selic em 10,50% a.a.


Chico Buarque integra patrimônio da sensibilidade brasileira