ABCD - 27/04/2018 - 16:35:19

 

Em São Bernardo, Centro de Reflexão de Trânsito inicia atendimento aos alunos da rede municipal de e

Em São Bernardo, Centro de Reflexão de Trânsito inicia atendimento aos alunos da rede municipal de e

 

Da Redação com agências

Foto(s): Divulgação / Arquivo

 

Ação em parceria das Secretarias de Transportes e Educação, atingirá os alunos do 4º ano do Ensino Fundamental

Ação em parceria das Secretarias de Transportes e Educação, atingirá os alunos do 4º ano do Ensino Fundamental


Com a proposta de formar cidadãos ainda mais responsáveis no trânsito, a Prefeitura de São Bernardo, por meio da Secretaria de Transportes e Vias Públicas em conjunto com a Secretaria da Educação, está oferecendo atividades educativas para os alunos da rede municipal de ensino no Centro de Reflexão do Trânsito denominada “Vivência no CRT - Cidadania e Trânsito”. As atividades ocorrerão sempre às terças-feiras, nos períodos da manhã e tarde, com os alunos do 4º ano do Ensino Fundamental. A ação começou na última terça-feira (24/04) com duas turmas com cerca de 50 alunos da EMEB Bruno Massone, do bairro Estoril. 


“As ações com as crianças da rede municipal são fundamentais, pois a violência no trânsito, infelizmente, é um processo crescente. Por isso, é importante que o poder público assuma a responsabilidade de iniciar o processo de conscientização desde cedo”, afirmou o prefeito Orlando Morando. 

Na iniciativa, os alunos participam de uma palestra, onde são explicadas as principais regras de trânsito. Depois aplicam o que aprenderam em uma vivência no circuito aberto, passando por experiências no papel de ciclistas, pedestres e passageiros. Além de aprenderem as regras básicas, as crianças são estimuladas a reconhecer os equipamentos e a sinalização de trânsito como semáforos e faixas de pedestre. 

Também é realizada a simulação de uma situação de trânsito em uma cidade montada por eles com peças da LEGO, uma atividade lúdica que estimula as crianças a refletir e repensar seu papel no trânsito e na cidade. No final, há apresentação de uma peça teatral que repassa tudo o que as crianças aprenderam durante a atividade. 

Outro projeto a ser implantado será a visita dos educadores do CRT às escolas. Eles levarão o jogo lúdico denominado “Trilha”, no qual as crianças poderão vivenciar as regras do trânsito. O ano-ciclo a ser atingido ainda está sendo definido pelas Secretarias de Educação e de Transportes. 

“A criança é uma multiplicadora. O que ela aprende aqui vai passar para todas as pessoas que conhece: pai, mãe, tios, avós, entre outros. O feedback que recebemos dos pais é o seguinte: depois que meu filho passou por aqui, não posso fazer mais nada de errado quando estou dirigindo. Assim, as crianças acabam contribuindo com a educação dos pais no trânsito”, explicou o secretário de Transportes e Vias Públicas, Delson José Amador.

A professora Adma Terzetti, de 32 anos, da EMEB Bruno Massone, aprovou a iniciativa. Para a docente, a faixa etária (entre 8 e 9 anos) também é a ideal, pois os alunos têm um pouco mais de maturidade para entender a atividade como aprendizado, não apenas como brincadeira. “A ação os conscientiza mostrando que o trânsito não é apenas para os carros, que os pedestres são parte importante da mobilidade. Respeitar as regras de trânsito não é apenas na rua, mas também em ambientes onde se andam à pé, como na escola”, disse. 

A aluna Sabrina Vitória da Silva, de 9 anos, foi uma das mais empolgadas com a atividade. “Aprendi como atravessar a rua de forma mais segura, na faixa de pedestre e, o mais importante, como pedestres também temos responsabilidade para manter o trânsito seguro”, afirmou. 

 



;

Links
Vídeo


Últimas Notícias




Caixa paga hoje valor complementar do saque imediato do FGTS


Prefeitura de São Bernardo promove 1ª Feira de emprego para jovens de 16 a 22 anos


Rússia é banida por doping e está fora de Tóquio 2020 e de Mundiais


Receita abre consulta ao 7º lote de restituição do Imposto de Renda


Bumba Meu Boi pode se tornar patrimônio imaterial da humanidade


Bolsonaro pede revogação de medida que excluiu atividades de MEI